sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Universidade de Cambridge abre centro para proteger humanos da extinção


A proposta do Cambridge Project for Existential Risk é analisar nossas próprias tecnologias e proteger a humanidade de si mesma.


A Universidade de Cambridge acaba de anunciar um novo centro de pesquisas, o Cambridge Project for Existential Risk (CSER), que deverá estudar os riscos de falhas tecnológicas capazes de causar a extinção da humanidade. Parece até o enredo de Matrix ou do Exterminador do Futuro, mas as pesquisas, que devem ser iniciadas em 2013, não poderiam ser mais sérias.

De acordo com os cientistas responsáveis pelo CSER, o que pode ameaçar a raça humana não é tão dramático quando uma rebelião robô como a da SKYNET, mas nem por isso deve ser encarado com menos preocupação. Segundo eles, é importante analisarmos todos os avanços tecnológicos - desde novas técnicas de biotecnologia até as mudanças climáticas. Afinal, tudo está interligado e o equilíbrio do planeta é cada vez mais frágil.

Para isso, foi recrutado um time multidisciplinar, composto por um filósofo, um biólogo e um desenvolvedor de software para levar o CSER adiante. Com a prioridade de 'proteger a raça humana da exitinção através de sua própria tecnologia'. A data exata do lançamento do centro e suas primeiras análises, no entanto, ainda não foiram divulgadas.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More