quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Torcedores contam os dias para embarcar rumo as Olimpíadas de Londres


A exatos 165 dias para as Olimpíadas de Londres, 154 atletas brasileiros, em 17 modalidades, já têm o passaporte carimbado para a terra da Rainha. O número certamente vai aumentar após os pré-olímpicos e as seletivas que devem ocorrer até o meio do ano. Porém, se a quantidade ainda está distante dos desportistas que representaram o país em Pequim-2008 — foram 277 —, pelo menos na torcida o Brasil já confirmou uma multidão de fãs que desembarcarão na Inglaterra.

A Tamoyo Internacional, única agência credenciada pelo Comitê Olímpico Internacional (COB) para a comercialização de ingressos no país, já vendeu 25 mil entradas. A quantidade é 40% maior do que os que foram comercializados para Pequim-2008 (18 mil). Para Atenas-2004, foram 12 mil, e, em Sydney-2000, 8 mil foram vendidos. Uma nova remessa, de cerca de 10 mil ingressos, é aguardada. Com isso, a expectativa é que 35 mil entradas sejam vendidas aos brasileiros.

O casal de funcionários públicos Nuzyare de Almeida e Aislan de Oliveira Rocha, ambos com 30 anos, está entre os que já garantiram ingressos. Em 2008, a dupla, casada há 5 anos, decidiu fazer um intercâmbio de seis meses em Londres para aprender inglês. Como gostaram muito da cidade e também são viciados em esportes, decidiram acompanhar os Jogos de perto. “Estamos animados. Tenho certeza de que será um grande espetáculo. Os ingleses são muito certinhos, pontuais”, comenta Nuzyare.

Por enquanto, os dois, que começaram a planejar a viagem há um ano, só conseguiram comprar bilhetes para a final de futebol masculino, pelos quais pagaram cerca de R$ 400 por entrada. “Vamos tentar comprar, nesse segundo lote, ingressos para as finais de ginástica, basquete e vôlei”, adianta Nuzyare.

Por causa da concorrência, ela conta que também está difícil conseguir hospedagem. A cinco meses das Olimpíadas, todos os hotéis pesquisados pelo casal já estavam reservados e até os albergues não tinham mais quartos. O jeito será pedir abrigo aos amigos que fizeram quando moraram na capital inglesa.

Além das malas para passar 20 dias na Inglaterra e ainda dar um pulinho na Escócia, o casal levará um amigo a tiracolo: o colega de trabalho de Nuzyare Clécio Soares de Souza. Ele conta que a vontade de ver uma olimpíada de perto surgiu depois de acompanhar a da China pela tevê, em 2008. “Quando acabou, pensei: na próxima, quero ver ao vivo. Então, comecei a conversar com a Nuzyare, e ela e o marido se empolgaram também. Até que, no ano passado, quando compramos o ingresso para a final no futebol, o desejo se concretizou”, diz. O trio deve ficar na Europa entre 6 e 20 de agosto e pretende gastar uma média de R$ 7 mil cada um, sem contar os gastos com passagem, que serão retiradas com milhas.
Torcida por NeymarClécio embarcará para Londres na esperança de ver o Brasil conquistar um resultado inédito. “A Seleção tem chances de chegar por causa do Neymar. Será muito empolgante se isso acontecer, porque pode ser a nossa primeira medalha de ouro no futebol”, comenta o corintiano.
Vôlei lideraAté o momento, as 10 modalidades mais procuradas pelos brasileiros em Londres foram: vôlei (27%), vôlei de praia (17%), basquete (8%), futebol (7%), atletismo (7%), judô (4%), handebol (3%), ginástica artística (3%), natação (3%) e boxe (2%). As compras são feitas apenas pelo site www.tamoyo.com.br. O máximo permitido são quatro entradas por CPF. A Tamoyo entregará os ingressos até 30 dias antes da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos, mediante apresentação do recibo de compra e do documento de identidade do comprador. A entrega só será feita pessoalmente, no Rio de Janeiro ou em São Paulo.

Ingressos limitados
O número de ingressos para cada país é estipulado pelo Locog (Comitê Organizador Londres-2012) levando em conta o tamanho das delegações, a tradição de medalhas do país nas modalidades, as vendas anteriores e também o fato de o Rio de Janeiro ser sede dos Jogos de 2016. Em Pequim-2008, 30% da demanda da Tamoyo foi atendida. Este ano, subiu para 70%.

Plano B
A Tamoyo é a única agência autorizada a vender ingressos para as Olimpíadas no Brasil. Porém, empresas como a Tam, Agaxtur e Stella Barros comercializam pacotes olímpicos com entradas, hotéis, transporte aéreo e translados. O preço, contudo, é caro. Na Agaxtur, por exemplo, seis noites em Londres, com cinco ingressos para os jogos (modalidade a ser escolhida pelo cliente) custam 5.862 libras por pessoa (cerca de R$ 16 mil). Se a escolha for para 18 dias, o preço salta para 14.656 libras (quase R$ 40 mil).

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More